Escolha do revestimento é essencial nos projetos de decoração

Já faz muito tempo que a escolha do revestimento não é apenas mais um detalhe no projeto arquitetônico e de decoração de um ambiente. Ela faz parte do próprio projeto e deve ser pensada logo no início da concepção. Muito mais do que escolher o que adornará paredes e piso, o profissional ajuda o cliente a decorar e encontrar as melhores soluções sob diversos aspectos, como temperatura, luminosidade e acústica.

Para a arquiteta Adriana Bellão, a escolha do revestimento muda a cara do ambiente. “O revestimento pode até ser um destaque, uma atração do local. Pode até ocupar o lugar de uma obra de arte. Por isso, se faz necessário pensar nele desde a concepção do projeto”, define. Adriana destaca que o revestimento pode, inclusive, determinar um ambiente.

“No Quarto Nós 2, idealizado e concebido por mim para a Campinas Decor deste ano, o projeto todo partiu depois que escolhi o revestimento da parede do quarto. A concepção começou com a criação de mosaicos em MDF “Concreta”, que revestiu uma das paredes, fazendo referência à obra do pintor, desenhista e escultor Athos Bulcão.

Dela surgiu a inspiração para criar o ambiente. E a parede revestida foi uma das maiores atrações junto aos visitantes”, conta.

A profissional destaca que existem vários tipos de revestimento à disposição e ressalta que cada um tem sua funcionalidade. “Eu, por exemplo, evito usar pastilhas em pisos de ambientes nos quais podem cair objetos pesados, como cozinha, devido à resistência não ser grande. Mas uso em vários outros ambientes, como paredes de banheiro, porque, além de lindos, são fáceis de limpar”, ensina.

foto 3 banheiro verde baixa

 

O papel de parede, segundo Adriana Bellão, é outro coringa da decoração que pode ser usado em vários espaços. “O papel de parede teve um boom nos anos 70, depois saiu um pouco de uso e hoje cai bem em qualquer local. Eles imitam estampas, texturas ou são coloridos. Já vi usarem até no teto, imitando placas de ferro fundido. Até em banheiros ele pode ser aplicado nas paredes, uma vez que já existem alguns que podem ser limpos com pano úmido. Vai da criatividade do profissional e do gosto do cliente”, afirma.

No que se refere à utilidade, pisos e revestimentos de paredes podem ajudar e muito na acústica do ambiente, por exemplo. “Quando você vai fazer um home teather ou um home cinema, lançar mão do revestimento certo é essencial. Em um dos homes cinemas que projetamos, usamos paredes com placas acolchoadas e forradas em tecido, que além de lindas, cumpriram o papel na acústica da sala”, lembra.

adriana bellao home cinema belas artes 03 - credito Leandro Farchi

 

Para quem gosta de algo mais rústico, usar madeira de demolição pode ser uma boa pedida. “Além de ecologicamente correta, ela dá um charme a mais ao ambiente”, destaca.

?????????????????????????????

 

O importante, segundo Adriana Bellão, é pensar como um todo na concepção do projeto. “O revestimento deve ser tão bem analisado quanto os móveis do ambiente. Tem que se levar em conta o gosto da pessoa e a funcionalidade”, ensina.

 

 

Veja nossos projetos

  • adriana bellão - quarto do casal
  • Espaço festa Casacor 2012
  • 056
  • Espaço festa Casacor 2012
  • Espaço festa Casacor 2012

Adriana Bellão | Arquitetura de A à Z

Subir para o topo